[ editar artigo]

A sustentabilidade e a alimentação plant-based

A sustentabilidade e a alimentação plant-based

Em tempos que a sustentabilidade e a saúde estão cada vez mais ligadas entre si, a alimentação plant-based e as mudanças de hábitos alimentares vem conquistando espaço entre os indivíduos preocupados com as duas vertentes. 

Apesar de ser conhecida pelo consumo de ingredientes 100% vegetais, a alimentação Plant-Based, baseia-se na preferência por alimentos naturais, consequentemente, do reino vegetal, evitando, alimentos com conservantes, corantes e outros produtos artificiais. Mas isso não significa que ela seja uma dieta vegetariana, já que carnes magras, frango, peixe, leite e derivados e ovos podem ser consumidos, mas em menor quantidade.

 

Para auxiliar seu paciente a compreender melhor a respeito desse plano alimentar, listamos as principais dúvidas e alguns estudos científicos sobre a alimentação plant-based:

 

  • É um plano alimentar para adeptos ao vegetarianismo e veganismo?

 

Como descrito acima e segundo um estudo feito na Universidade da Carolina do Sul, nos EUA, a alimentação plant-based  possui foco em vegetais, frutas, leguminosas, grãos e outros alimentos naturais, porém também permite o consumo de alimentos de origem animal, como carnes, leites, ovos e derivados em menor quantidade, não se adaptando aos vegetarianos e veganos.

 

  • O consumo de proteínas é menor em uma alimentação Plant- Based?

 

 Não, pois neste estilo de alimentação existem diversas fontes de proteínas vegetais como opção para suprir o valor nutricional de proteínas, equilibradas por um nutricionista.

  • Quais são as recomendações de proteínas vegetais em uma alimentação Plant-Based?

 

As proteínas vegetais são contempladas por meio de leguminosas como feijão, lentilha e ervilha, além de grãos integrais, vegetais, oleaginosas e sementes, segundo recomendações Academy of Nutritions and Dietetics

  • Quais são as contribuições dessa alimentação com a sustentabilidade?

 

Dietas baseadas em vegetais também enfatizam ingredientes locais, sendo ecologicamente positivas, incluindo menos emissão de gases poluentes, contribuindo para um ar mais puro. 

 

Por fim, a alimentação Plant-Based vem de encontro com a naturalidade, uma das tendências que mais se destacou nos últimos anos, demonstrando que a busca por ingredientes simples, “de verdade” é crescente. 

Nutri, você possui em seus atendimentos adeptos a alimentação Plant-Based?

Fonte:

McLean C. The Impact of Nutritional Changes on Dietary Inflammatory Index: New Soul Study. University of South Carolina [internet]. 2019 [acesso em 15 fev 2021]. Disponível em: https://scholarcommons.sc.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1309&context=senior_theses

Vegetarianismo

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você