[ editar artigo]

Desvendando o Whey Protein para seu paciente

Desvendando o Whey Protein para seu paciente

Nutri, vamos desvendar um dos produtos que já foi a “vedete” dos praticantes de atividade física e frequentadores de academia do mundo todo? O whey protein.

A proteína do soro do leite é um suplemento muito usado por quem busca ganhar força e massa muscular. Além disso, é um produto muito comentado  e por vezes desejado pelos pacientes.

Portanto, mesmo não sendo nutricionista esportiva ou não prescrevendo suplementos proteicos, em algum momento será necessário entender as principais diferenças, classificações e tirar assim suas conclusões!

Sabemos que existem inúmeros estudos científicos que falam sobre as propriedades desse produto, mas WHEY PROTEIN não é tudo igual, e não estamos falando aqui apenas da marca, da confiança no processo produtivo, de ser livre de adulterações, isso é o mínimo que esperamos de um suplemento.

Por isso, é importante antes de recomendar, conhecer bem as marcas, peça contato, amostras, visita de um representante (mesmo virtual nesse período).

Existem muitas opções nas prateleiras e isso acaba gerando algumas dúvidas tanto em você como no seu paciente, então vamos recordar e aprender alguns conceitos .

 

De uma forma geral, existem três tipos de whey protein: Concentrado, isolado ou hidrolisado

 

  1. Whey protein concentrado

          Whey protein refere-se às proteínas encontradas na parte líquida do leite talhado. Ou seja, após o processo de produção obtém um suplemento com alta concentração de proteínas e de alto valor biológico, formando um pó.

Assim ocorre a produção do whey protein concentrado, que possui aproximadamente 80% de proteínas e o restante é composto por lactose e outras substâncias. Além disso, é a forma mais consumida do mundo e a que possui menor custo.

 

  1. Whey protein isolado

            O Whey protein isolado é uma fonte de proteínas essenciais, que passa por etapas industriais de filtragem e eliminando a lactose e outros compostos, garantindo proteínas isoladas e, portanto, um produto final mais puro. Além disso, possui cerca de 90% de proteína e pouca quantidade de gorduras e carboidratos.

             O whey protein isolado pode ser recomendado para atletas com graus leves à moderados de alergias e intolerância à lactose. A vantagem do isolado frente ao concentrado é uma maior quantidade de proteínas por porção e ausência de lactose.

 

  1. Whey protein hidrolisado

           Sua produção é realizada a partir do Whey protein concentrado, que pode conter lactose ou do isolado. Todavia, o resultado será a quebra das proteínas em fragmentos menores. 

        O tipo hidrolisado possui características como alta digestibilidade e rápida absorção. Nesse sentido,  é a categoria mais pura do suplemento com 90 a 95% de proteínas e nenhuma quantidade de gorduras e carboidratos.

      Logo, é uma versão destinada a atletas com rotinas de treino mais intensas e que necessitam acelerar o processo de recuperação no intervalo entre treinos. E pode ser consumido por intolerantes ou alérgicos à lactose.

clear plastic tumbler inside blue bag

Mas afinal, qual devo escolher ou recomendar para o meu paciente?

Uma avaliação baseada em aspectos físicos e nutricionais é recomendável para prescrição de suplementação ao paciente. Sendo necessário, o tipo concentrado é a opção que oferece o melhor custo-benefício para a maioria das pessoas que não possuem alergia ou intolerância à lactose.

Os intolerantes e alérgicos podem optar pela forma isolada ou hidrolisada. Além disso, para quem é atleta de alto rendimento, a hidrolisada geralmente é a opção mais recomendada e utilizada atualmente.

 

Nutrição Esportiva

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você