[ editar artigo]

Diabetes Mellitus: diretrizes BRASPEN na Terapia Nutricional

Diabetes Mellitus: diretrizes BRASPEN na Terapia Nutricional

 

Diabetes Mellitus é uma patologia de alta prevalência e morbimortalidade, sendo um tema de extrema importância quando se pensa em saúde e atualização da prática clínica para o nutricionista.

 

Segundo dados das Diretrizes BRASPEN de Terapia Nutricional no Diabetes Mellitus (2020), estima-se que, aproximadamente, 425 milhões de adultos são portadores de diabetes mellitus (DM) no mundo, doença responsável por 4 milhões de mortes em 2017. 

Essas diretrizes tiveram sua atualização publicada na revista BRASPEN Journal, da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (BRASPEN/SBNPE).

 

Qual a importância das Diretrizes BRASPEN de Terapia Nutricional no Diabetes Mellitus para a prática clínica?


O objetivo dessa diretriz é reunir de forma objetiva, e com base em evidências, informações sobre a terapia nutricional no diabetes mellitus, além de revisão de aspectos nutricionais relacionados à hiperglicemia em pacientes hospitalizados.

 

Alguns destaques das Diretrizes para a Terapia Nutricional:

 

Na prática clinica é de extrema importância formular linhas de tratamento baseadas principalmente no contexto multidisciplinar: envolvendo médicos, nutricionistas, enfermeiros e farmacêuticos.

Assim, temos uma conduta alinhada entre todos, racionalizando o uso de terapia nutricional, e até reduzindo custos.

 

Como toda atualização, condutas antigas são revistas e possíveis mudanças são avaliadas. Nesta diretriz, também foram revistos aspectos nutricionais relacionados a pacientes com hiperglicemia hospitalizados, com DM prévia ou não.

O controle glicêmico adequado pode reduzir o risco de complicações agudas e crônicas do DM e melhorar os problemas a longo prazo; e a Terapia Nutricional (TN) impacta de maneira significativa no controle glicêmico, podendo diminuir de 0,3% a 2% do valor sérico da hemoglobina glicada (A1C).

 

TN é fundamental para atingir as metas terapêuticas, e deve ser orientada por profissional com conhecimento e experiência no tratamento do DM.

 

A terapia nutricional é recomendada para todos os pacientes com:

 

  • DM tipo 1 (DM1)
  • DM tipo 2 (DM2)
  • Pré-diabetes  
  • Diabetes Mellitus gestacional

 

Nutrição baseada em evidências

 

Segundo Ballesteros y Vidal:

“Nutrição Baseada em Evidências”, pode ser definida como “conjunto de recomendações desenvolvidas de maneira sistemática para ajudar os profissionais de saúde na tomada de decisões sobre qual a melhor intervenção nutricional para resolver um problema clínico específico”.

 

Esse destaque define muito bem o que significa se manter atualizado, alinhado com o mundo e a ciência. Uma definição simples e objetiva!



A ciência está em constante evolução, e com a ciência da nutrição não seria diferente. Por isso que o nutricionista, profissional da área de saúde, precisa estar sempre atualizado.

A conduta e prática clínica no diabetes mellitus é complexa, e  vale a pena se aprofundar mais nas diretrizes.

 

Clique aqui e acesse o conteúdo completo pelo site da BRASPEN.

 

 

DCNT

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você