[ editar artigo]

Gestantes e Crianças com Desnutrição: Guia Rápido para o Acompanhamento

Gestantes e Crianças com Desnutrição: Guia Rápido para o Acompanhamento

A desnutrição ainda é um problema de saúde pública no mundo, e continua sendo uma preocupação para crianças e gestantes no Brasil, mesmo nos dias de hoje com todo “avanço e transformação” social e econômica, principalmente a depender da região.

Em dados recentes do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN), 14,2% das gestantes apresentavam baixo peso para a idade gestacional. De acordo com os dados para crianças com menos de 5 anos de idade 6,1% delas encontravam-se com magreza ou magreza absoluta e 13% com baixa estatura para a idade.

Esses dados são de 2020!

Ou seja, a insegurança alimentar ainda se faz presente entre os brasileiros, afetando principalmente os mais vulneráveis.

 

Como estratégia para o controle da desnutrição se faz necessário estabelecer políticas públicas voltadas a melhorias na saúde para toda sociedade.

 

A desnutrição é uma doença sócio-econômica, que está associada a alto índice de mortalidade e morbidade, além de agravamento de riscos à saúde, e retardo do crescimento, principalmente em crianças de regiões menos favorecidas.

O baixo ganho de peso gestacional ou a desnutrição materna, influenciam diretamente no baixo peso ao nascer, que pode trazer prejuízos à imunidade da criança, e prejudicar também seu crescimento e desenvolvimento.

Com a desnutrição, o crescimento adequado na primeira infância fica comprometido, além dos riscos de infecções e doenças como as respiratórias e diarreia.

Investigar as causas da desnutrição e promover acompanhamento adequado, são ações essenciais., e os profissionais de saúde possuem papel de extrema relevância no cuidado da criança e gestantes com desnutrição.

Porém, podem encontrar dificuldades na abordagem dessa população, em função do modelo de formação e atuação predominantes, e dificuldade ao envolver a família.

 

Guia rápido para o acompanhamento de gestantes e crianças com desnutrição

Na biblioteca virtual do Ministério da Saúde está disponível um Guia Rápido para o Acompanhamento de Gestantes e Crianças com Desnutrição na Atenção Primária à Saúde, que foi publicado recentemente, e tem como um dos objetivos ser uma ferramenta de apoio aos profissionais de saúde no cuidado da gestante e da criança com desnutrição leve e moderada.

 

No material é abordado temas como orientações para utilização de protocolos, e pontua recomendações alimentares e nutricionais para gestantes e crianças com desnutrição leve e moderada.

Com intuito de apresentar esse Guia Rápido do Ministério da Saúde para o Acompanhamento de Gestantes e Crianças com Desnutrição, trazemos alguns pontos em destaque.

 

 

Etapas para o acompanhamento de gestantes 

O Guia traz algumas etapas que devem compor o acompanhamento de gestantes na atenção básica, e que na prática fazem parte do atendimento nutricionial.

Dentre as etapas que você vai encontrar no material, destacamos as seguintes:

  • Classificação do estado nutricional segundo IMC para idade gestacional
  • Cálculo do ganho de peso esperado durante a gravidez
  • Avaliação dos hábitos alimentares da gestante
  • Avaliação da insegurança alimentar e nutricional no domicílio familiar
  • Acesso aos alimentos em variedade e quantidade adequadas
  • Análise dos exames clínicos e bioquímicos
  • Sinais de deficiências
  • Necessidade de suplementação e condições para essa prescrição
  • Prática de atividade física ou sedentarismo da gestante

 

O profissional deve estar atento para identificar alterações de peso ao longo da gestação que possam representar riscos á saúde, avaliando as causas possíveis, e entrar com medidas para correções necessárias.

E encaminhar para acompanhamento médico adequado, sempre.

 

Primeira infância como determinante de saúde nos próximos anos de vida

Os dois primeiros anos de vida correspondem a um período importante para adequado crescimento e desenvolvimento da criança.

Por isso mesmo é necessário atenção e cuidados adequados!

Principalmente com as crianças de maior vulnerabilidade social, já que apresentam maiores riscos de desnutrição.

Sabemos que a desnutrição na infância pode gerar consequências na vida adulta, além de baixo rendimento escolar.

 

Logo, mais um reforço da importância do acompanhamento nutricional, com promoção de alimentação saudável, para melhor saúde e desenvolvimento das crianças.

 

Etapas para o acompanhamento das crianças

No Guia você vai encontrar etapas para o acompanhamento de crianças, e que você também pode seguir como base na sua consulta nutricional:

  • Aferição de peso e estatura
  • Cálculo de IMC da criança
  • Classificação do estado nutricional segundo os índices (peso para a idade, estatura para a idade e IMC para a idade)
  • Avaliação dos hábitos alimentares
  • Avaliação da situação de insegurança alimentar e nutricional da família, assim como disponibilidade dos alimentos
  • Realização e análise de exames e dados clínicos e exames bioquímicos
  • Sinais de deficiência
  • Necessidade de suplementação

 

Sempre com atenção no ganho de peso, para que se mantenha adequado, dentro do esperado para idade, prevenindo a desnutrição.

 

Medidas corretivas e identificação de possíveis causas devem ser feitas o quanto antes.

 

As causas para o agravo na saúde da população infantil podem ser não somente por falta de acesso a alimentos em quantidade e qualidade suficientes, mas também por doenças infecciosas e diarreicas, parasitoses, alergias e intolerâncias, entre outras causas possíveis.

Atenção para os casos graves de desnutrição, que sejam identificados, pois esses devem ser encaminhados para atenção especializada.

 

Recomendaçōes para gestantes ou crianças com desnutrição leve e/ou moderada

 

Nos casos de desnutrição ou ganho de peso insuficiente, a orientação alimentar e nutricional deve ser baseada nas recomendações do Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de Dois Anos ou Guia Alimentar para a População Brasileira, visando à promoção do peso adequado e de hábitos alimentares saudáveis.

 

Desde o período gestacional até os 2 primeiros anos de vida, é importante garantir uma alimentação saudável como um dos fatores de prevenção da desnutrição, possibilitando o desenvolvimento infantil adequado.

E por isso, o envolvimento do nutricionista é fundamental!

 

Mais do Guia rápido para o acompanhamento de gestantes e crianças com desnutrição

 

Além do que resumimos pra você nesse artigo, você ainda encontra no material 3 anexos para:

  • Avaliação do estado nutricional de gestantes
  • Ficha de marcadores de consumo alimentar
  • Avaliação do estado nutricional de crianças

 

A publicação do Guia pelo Ministério da Saúde é gratuita, e você pode ler o conteúdo completo!

Baixe o Guia clicando aqui

 

Referência Bibligráfica

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Promoção da Saúde. Guia Rápido para o Acompanhamento de Gestantes e Crianças com Desnutrição na Atenção Primária à Saúde. Brasília: DF, 2021.

Ciclos da Vida

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você