[ editar artigo]

Simpósio de Políticas Públicas para o Combate à Fome da USP

Simpósio de Políticas Públicas para o Combate à Fome da USP

 

A Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede PENSSAN) no seu Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, parte do projeto VigiSAN, diagnosticou que com base nos dados mais atuais, de 2020, mais de 55% da população brasileira encontra-se em algum nível de insegurança alimentar e que esta é maior n área rural. Dados já antecipados pela POF de 2017-2018, que mostrava que a insegurança alimentar já assolava quase 40% da população.

 

Diante desse triste panorama, com o objetivo de trazer a conhecimento público, assim como ao debate, quarta feira, dia 12 de maio, das 9 as 12h a Universidade de Estado de São Paulo, de forma gratuita, aberta a quem quiser acompanhar pelo Youtube ou no próprio site da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, irá promover o Simpósio de Políticas Públicas para o Combate à Fome. No qual se trará, de forma crítica, várias iniciativas existentes nas áreas da Saúde Pública, Agricultura Sustentável, Engenharia de Alimentos, do Ambiente e das Ciências Sociais, no que se refere ao combate a fome e desnutrição.

Quem quiser certificado de participação pode se inscrever previamente, mas pra quem não fizer questão é só assistir, participar no chat, tirar muitos prints e se inspirar com os palestrantes.

 

A abertura será com o reitor, vice reitor, pró reitores e Guilherme Ary Plonsky, presidente do IEA, Instituto de Estudos Avançados, segmento da USP que realiza estudos sobre instituições e políticas públicas com destaque as voltadas a ciência, tecnologia e cultura. E ainda haverá a apresentação cultural do Coralusp.

 

Assim as 9:30 começa o primeiro painel com o título “Produtividade agrícola, segurança alimentar, desnutrição e políticas públicas de inclusão social”, em que mediado pelo também debatedor, professor e diretor do Centro de Estudos da Metrópole (CEM-Cepid/Fapesp), Eduardo Cesar Leão Marques, palestrarão:

*A Professora Sênior da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ) da USP Maria Elisa de Paula Eduardo Garavello,

*A economista, professora visitante da Faculdade de Saúde Publica da USP e primeira titular da Cátedra Josué de Castro sobre Sistemas Alimentares Saudáveis e Sustentáveis da FSP Tereza Campello e

*A professora titular da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da USP, coordenadora do Núcleo de Pesquisa da USP Center for Organization Studies Maria Sylvia Macchione Saes.

 

As 11:15 começa o segundo painel com o título “O grito da fome: alternativas para políticas públicas para uma alimentação sustentável”, em que mediado pela diretora da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, Elisabete Maria Macedo Viegas, palestrarão:

*A professora no Instituto Oceanográfico (IO) da USP e colaboradora do Instituto de Estudos Avançados (IEA) Maria Gasalla,

*A professora associada no Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina (FM) da USP e coordenadora do Grupo de Estudos em Agricultura Urbana do IEA da USP Thais Mauad e

*O professor do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica (EP) da USP e coordenador do Programa Incubadora USP de Cooperativas Populares Reinaldo Pacheco da Costa.

 

Assim as 13h o simpósio terá o seu enceramento.

 

Fontes:

EQUIPE EDITORIAL (Rio de Janeiro). Insegurança alimentar e Covid-19 no Brasil. 2021. Disponível em: https://dssbr.ensp.fiocruz.br/inseguranca-alimentar-e-covid-19-no-brasil/. Acesso em: 10 maio 2021.

MARILDA GIFALLI (São Paulo). Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. Quem somos: interdisciplinaridade, questionamento e políticas públicas. Interdisciplinaridade, Questionamento e Políticas Públicas. 2013. Disponível em: http://www.iea.usp.br/iea/quem-somos. Acesso em: 10 maio 2021.

PRÓ-REITORIA DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA (São Paulo). Simpósio | USP Políticas Públicas para o Combate à Fome. 2021. Disponível em: https://prceu.usp.br/noticia/combateafome/. Acesso em: 10 maio 2021.

REDE PENSSAN. Rede Brasileira em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Insegurança alimentar e Covid-19 no Brasil: vigisan inquérito nacional sobre insegurança alimentar no contexto da pandemia da covid-19 no brasil. VIGISAN Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil. 2021. Disponível em: http://olheparaafome.com.br/VIGISAN_Inseguranca_alimentar.pdf. Acesso em: 30 abr. 2021.

RIO DE JANEIRO. Censo 2021. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 10,3 milhões de pessoas moram em domicílios com insegurança alimentar grave. 2020. Disponível em: https://censo2021.ibge.gov.br/2012-agencia-de-noticias/noticias/28903-10-3-milhoes-de-pessoas-moram-em-domicilios-com-inseguranca-alimentar-grave.html. Acesso em: 30 abr. 2020.

SÃO PAULO. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO. Inquérito Nacional na pandemia aponta pico epidêmico da fome. 2021. Disponível em: https://www.asbran.org.br/noticias/inquerito-nacional-na-pandemia-aponta-pico-epidemico-da-fome. Acesso em: 10 maio 2021.

 

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você