[ editar artigo]

Benefícios dos exercícios físicos e da ioga a saúde e redução de estresse.

Benefícios dos exercícios físicos e da ioga a saúde e redução de estresse.

 

Qual o melhor exercício físico? O melhor é aquele que você gosta e tem um apoio profissional para o executar de forma correta para que não se machuque.

Nós como nutricionistas não podemos prescrever exercícios, pois a nossa graduação não nos habilita a termos plenos conhecimentos para orientarmos séries, intensidades ou números de repetições, por exemplo.

Mas, podemos sim, para tornar a nossa avaliação e o nosso diagnóstico nutricional e, portanto, as nossas orientações, mais objetivas e adequadas ao indivíduo, fazer perguntas sobre quantos minutos de exercícios aeróbicos e de força/resistência o paciente executa por semana, quanto tempo por dia o paciente fica sedentário e número de passos por dia. E baseado nesses dados, orientar quais são as recomendações das diretrizes sobre tempo de atividade física semanal, tanto para exercícios aeróbicos quanto para força, orientar que aulas de alongamento são importantes, sempre incentivando o paciente a diminuir o comportamento sedentário e o estimulando ao dizer que todo movimento é favorável a saúde dele e que se ele ainda não atinge o recomendado, está tudo bem, ele já tem benefícios com o tanto de exercícios que pratica e que podemos aumentar a sua carga semanal com o tempo e com a orientação de um educador físico.

Diante dessa introdução trazemos hoje 3 artigos que falam sobre os benefícios do exercício físico e da ioga na saúde e redução de estresse, mas frisamos aqui que, se você não gosta de ioga, você não precisa a praticar, existem centenas de outras atividades físicas para você sentir prazer e ter também muitos benefícios a sua saúde.

 

O primeiro artigo, An examination of the anxiolytic effects of exercise for people with anxiety and stress-related disorders: A meta-analysis, de 2017 é da revista Psychiatry Research, uma revisão sistemática e meta análise, sendo que os dois métodos estão no topo da pirâmide de evidências, ou seja, essa pesquisa é um dado de referência. Eles investigaram os benefícios do exercício físico em comparação ao tratamento usual ou métodos paliativos usados como controle de sintomas em pessoas com ansiedade e transtornos relacionados ao estresse, estando as duas condições associadas ou não. Eles analisaram 6 ensaios clínicos randomizados, o que incluiu um grupo amostral de 262 adultos, que foram divididos nos grupos exercício e controle, cada um com 132 e 130 componentes, respectivamente. E verificou-se que o exercício físico teve sucesso superior ao tratamento usual e diminuiu de forma significativa os sintomas de ansiedade. Diante disso, o artigo sugere que o exercício físico é sim uma ferramenta eficaz na melhora da ansiedade em pessoas diagnosticadas com tal condição e para pessoas com transtornos relacionados ao estresse e que pode sim, ser usado como, de forma conjunta ao tratamento usual, como opção de tratamento.

 

O segundo artigo, Yoga, mindfulness-based stress reduction and stress-related physiological measures: A meta-analysis, da Psychoneuroendocrinology, também uma revisão sistemática e meta-análise, de 42 ensaios clínicos randomizados. Foram comparados os efeitos de práticas de ioga que incluíam Asanas, usadas como ferramenta de aplicação da Atenção Plena, em medidas fisiológicas relacionadas ao estresse como pressão arterial, frequência cardíaca, cortisol e expressão periférica de citocinas. E os estudos que analisavam intervenções que incluíam asanas, quando comparados ao grupo controle, obtiveram como resultados a associação com redução do cortisol noturno e ao acordar, pressão arterial sistólica ambulatorial, frequência cardíaca em repouso, variabilidade da frequência cardíaca de alta frequência, glicemia em jejum, colesterol e LDL. Porém, os achados foram considerados heterogêneos, diante disso a conclusão dos autores foi que a prática de ioga com asanas PARECE estar associada a uma melhor regulação do sistema nervoso simpático e do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal.

 

E o terceiro artigo Effects of Yoga on Stress Among Healthy Adults: A Systematic Review, quentinho do forno, agora de 2020, do jornal Alternative Therapies in Health and Medicine, também uma revisão sistemática de 12 artigos. Tinha como objetivo, investigar quais eram os efeitos sobre o estresse de diferentes tipos de ioga, como Hatha ioga, Bikram ioga, Kundalini ioga, Sudarshan Kriya ioga, Ioga de Kripalu e ioga de Yin, sobre o estresse, só que nesse caso, em uma população saudável. Como resultados os autores obtiveram que a maioria dos tipos de ioga, dentre os analisados, geram feitos positivos na redução de estresse em pessoas saudáveis, mas que alguns pontos precisam ser considerados: conhecimento da modalidade por parte de quem está conduzindo a aula, cuidado nos momentos mais extenuantes para não se provocar lesões (assim como em todo exercício físico) e que mais estudos devem ser feitos para que os mecanismos fisiológicos da redução do estresse, sejam avaliados, além de que os autores ainda sugerem que a idade deve ser considerada como um fator de risco que afeta a ação da ioga sobre o estresse.

 

E aí? Se convenceu a experimentar a ioga? Ficou mais orgulhoso ainda da modalidade que pratica por já ser um Yogi? Ou “ahh, legal que há tantos benefícios, mas estou de boa..”. Qual a sua opinião?

 

Fontes:

PASCOE, Michaela C.; THOMPSON, David R.; SKI, Chantal F.. Yoga, mindfulness-based stress reduction and stress-related physiological measures: a meta-analysis. Psychoneuroendocrinology, [S.L.], v. 86, p. 152-168, dez. 2017. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.psyneuen.2017.08.008.

STUBBS, Brendon; VANCAMPFORT, Davy; ROSENBAUM, Simon; FIRTH, Joseph; COSCO, Theodore; VERONESE, Nicola; SALUM, Giovanni A.; SCHUCH, Felipe B.. An examination of the anxiolytic effects of exercise for people with anxiety and stress-related disorders: a meta-analysis. Psychiatry Research, [S.L.], v. 249, p. 102-108, mar. 2017. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.psychres.2016.12.020.

WANG, Feifei; SZABO, Attila. Effects of Yoga on Stress Among Healthy Adults: A Systematic Review. Alternative Therapies in Health & Medicine, v. 26, n. 4, 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/339458519_Effects_of_Yoga_on_Stress_Among_Healthy_Adults_A_Systematic_Review. Acesso em: 3 mai. 2021.

 

Academia da Nutrição
Academia da Nutrição
Academia da Nutrição Seguir

Queremos DESCOMPLICAR a ciência da nutrição. Dar voz aos profissionais de saúde e abrir diálogo com todos envolvidos, incluindo marcas e produtos. Plataforma exclusiva para nutricionistas e estudantes da área. É DE GRAÇA E SEMPRE VAI SER.

Ler conteúdo completo
Indicados para você